Final da Libertadores: tudo de Boca Juniors x Fluminense

No sábado (4), teremos a grande final da Copa Libertadores, entre Boca Juniors e Fluminense, e aqui você vai saber tudo da decisão no Maracanã. O pontapé inicial da final é as 17h (de Brasília). O jogo terá transmissão ao vivo da Rede Globo, do Grupo Disney no seu canal ESPN e no streaming Star+, e também da Conmebol TV.

O argentino Boca Juniors ou o brasileiro Fluminense, quem erguerá o troféu de campeão da Libertadores 2023, neste sábado, no Maracanã, no Rio de Janeiro (Foto: reprodução X, ex-Twitter do Maracanã)

De um lado, estará o copero Boca Juniors, com seis títulos (em 1977, 1978, 2000, 2001, 2003 e 2007) e que busca a sétima taça para se tornar o maior campeão da Libertadores, juntamente com o também argentino Independiente.

Do outro, o Tricolor carioca em busca da tão sonhada primeira conquista da América. Foi vice, em 2008, quando perdeu o título nos pênaltis, no mesmo Maraca, para a equatoriana LDU.

Dica de aposta!

Atenção, torcedores tricolores e secadores (sim, muitos secadores também estarão ligados!), tem promoção do Betmotion de Bônus especial de 100% até R$ 200 para a final Boca x Flu. É dinheiro extra para para incrementar as suas apostas e poder faturar mais, seja comemorar ou afogar as mágoas neste sabadão!

Aos torcedores tricolores, eis a boa notícia: ao menos antes da bola começar a rolar, o Fluminense é favorito nas apostas. Confira as odds do site do Betmotion e boa sorte com os seus palpites!

Final da Libertadores | Até R$ 200 em Bônus para Boca x Flu
Bônus pra quem tá sempre on!
Quais as franquias mais vitoriosas da NBA? Veja os campeões

Quem conseguir conquistar a chamada Glória Eterna receberá US$ 18 milhões de prêmio (aproximadamente R$ 90), contra US$ 7 milhões (cerca de 35 milhões de reais) para os vice-campeões.

Campanhas das equipes até a final da LibertadoresBoca Juniors: 4 vitórias, 7 empates e 1 derrota. Xeneizes tiveram 12 gols a favor e 5 contra.

Na fase de grupos, o Boca teve campanha tranquila, passando em primeiro lugar, com 13 pontos, numa chave que teve como adversários Deportivo Pereira (COL) – que acabou em segundo, com oito pontos -, Colo-Colo (CHI) e Monagas (VEN).

Mais:  Jogo da Seleção é destaque nesta terça de Eliminatórias

Já no mata-mata, os argentinos não ganharam nenhum jogo (tiveram seis empates, portanto) e por isso precisaram de disputas de pênaltis para avançar contra Nacional (URU) nas oitavas, Racing (ARG) nas quartas e Palmeiras nas semifinais. Levarão aos penais também no Maracanã?

Fluminense: 7 vitórias, 3 empates e 2 derrotas. Tricolores marcaram 22 gols e sofreram 5.

O Fluminense igualmente passou em primeiro, como campeão do grupo D, obtendo os mesmos 10 pontos do vice, River Plate. Os outros dois rivais da chave foram Sporting Cristal (PER) e The Strongest (BOL).

Na etapa eliminatória, os comandados de Diniz eliminaram o Argentinos Juniors nas oitavas, após empate por 1 a 1 fora e vitória por 2 a 0 no Maracanã, depois despacharam o Olímpia (PAR) com dois triunfos (2 a 0 em casa e 3 a 1 no Paraguai).

Finalmente, veio a disputadíssima semifinal diante do também brasileiro Internacional, que terminou com uma emocionante virada no jogo da volta, do Beira-Rio, com dois gols rápidos na etapa final, marcados por John Kennedy e Germán Cano em questão de seis minutos. Como na ida, no Rio, houve empate por 2 a 2, o triunfo por 2 a 1 no Rio Grande do Sul valeu a vaga aos cariocas para a grande final.

Histórico do confronto entre Boca Juniors e Fluminense

Duas vitórias para o Boca Juniors, duas vitórias também para o Fluminense e dois empates: